Micro hábitos

Clean Beauty: por uma beleza limpa e consciente

publicado em
1.2.2022

Se você está aqui conosco, é porque já deu início a sua jornada de consciência ambiental. E nós sabemos como ela pode ser diferente para cada um. Para alguns, ela inicia na separação do lixo, para outros, em uma mudança na alimentação, e há quem perceba que é possível aliar a sustentabilidade com a rotina de beleza. 


Com isso, o conceito “clean beauty” (ou beleza limpa, em tradução literal) vem ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras e penteadeiras por aí. Apesar de não haver uma unanimidade na definição do termo, o fato é que ele está associado a uma rotina de beleza que une a saúde de quem usa com a saúde ambiental. 


A proposta do “clean beauty” é buscar mais conscientização em relação aos produtos de beleza, com foco em formulações limpas que promovam saúde a longo prazo. Ou seja, produtos sem aditivos químicos prejudiciais a quem usa, bem como formulações que não prejudiquem o meio ambiente em seu uso, descarte e produção. 


Eco-revolucionários 


A ideia de uma beleza mais limpa conversa diretamente com o comportamento da Geração Z. A sustentabilidade está enraizada na forma de viver e pensar dessa galera à medida em que os impactos no planeta estão cada vez mais visíveis. 


De acordo com a pesquisa global de 2018 da Nielsen, 80% das pessoas da Geração Z compreendem que as empresas devem ter como missão ajudar o meio ambiente. E, na hora de comprar, optaram por um consumo ecologicamente correto. Ou seja, já está mais do que na hora de todos abrirem a mente para uma forma de se cuidar que seja colaborativa com o planeta em que vivemos - e que vem clamando por mais cuidado! 


Essa é uma visão dos chamados Eco-revolucionários, um dos perfis dos novos consumidores de beleza listados pelo WGSN, empresa de previsão de tendências. Os Eco-revolucionários possuem uma forte crença na mudança positiva, com um perfil otimista e ecológico que dá preferência para as marcas e os produtos que beneficiam as pessoas e o planeta.


Esses jovens, poderosos agentes de mudança, vão promover o uso do refil, exigindo o progresso baseado no consumo sustentável, no ativismo coletivo e em produtos e sistemas alternativos.


Menos água, mais benefícios


A tendência “clean beauty” também aposta em novas técnicas de produção. Entre elas está o “waterless” (sem água), que busca produtos sólidos ou em pó, reduzindo o peso e o volume das embalagens. Dessa forma, gera-se menos resíduos, além de ocupar menos espaço e impulsionar um estilo de vida mais prático e minimalista. 


Exemplos disso são os shampoos e condicionadores sólidos, que funcionam da mesma forma que os líquidos, mas prometem uma espuma mais cremosa, que agride menos os fios. A falta de água na composição faz com que os produtos sólidos tenham ativos mais concentrados e menos risco de contaminação por microorganismos. Além de práticos e sustentáveis, eles rendem bastante!


Entre os benefícios de uma beleza “waterless” está o aumento de tempo de vida de um produto. Afinal, quanto mais água na composição, menos eficácia. E quanto menos eficácia, mais consumo. E quanto mais consumo, mais embalagem desnecessária é jogada no meio ambiente. Ou seja, mais poluição. Ufa! Viu só como toda ação gera um movimento em cadeia? 


Mas a beleza limpa pode vir em outras formas, mesmo as líquidas e pastosas, como demaquilantes, séruns, hidratantes e máscaras faciais. Todos incorporados na rotina de skincare.


Como aderir?  


Se você chegou até aqui, já viu que uma beleza limpa fala sobre a própria pele e sobre ações de consciência ambiental, que a Geração Z está totalmente atenta a tudo que envolve sustentabilidade e que menos água nos produtos é igual a mais benefícios para a pele e para o mundo. 


Ou seja, já é possível dar alguns passos na caminhada por uma rotina de beleza ainda mais eficiente, para você e para o planeta. 


Sendo assim, vamos listar quais ações efetivas você pode incluir no dia a dia: 


  1. Procure produtos com menos água na composição e sem embalagem ou com embalagens biodegradáveis/reaproveitáveis; 
  2. Pesquise sobre a marca, conheça o modo de produção e fique atenta às informações nas embalagens; 
  3. Consulte um bom profissional de dermatologia para ter uma rotina de skincare mais adequada a sua pele e não desperdiçar dinheiro e tempo com produtos sem eficácia; 
  4. Opte por produtos sem crueldade animal na produção; 
  5. Lembre-se que cuidar de si também envolve cuidar do outro, do planeta e do ecossistema no qual estamos inseridos. 


A plataforma Nuar está com você nessa jornada, e já adiantamos grande parte dessas etapas ao selecionarmos empresas comprovadamente engajadas com os conceitos da sustentabilidade. Para conhecer os produtos que citamos e mais, é só visitar o nosso marketplace. 


A partir destes novos hábitos é que a gente pode fazer a diferença no impacto que geramos. Afinal, a maior beleza está em um mundo mais saudável! 


Outras publicações

nuar-icon
Copyright © 2021. Grupo Grendene | Design by drin.ko